O Banco Asiático de Desenvolvimento revê em alta o crescimento da região em 2017 e 2018

O Banco Asiático de Desenvolvimento reviu em alta na passada terça-feira as suas previsões de crescimento para a região da Ásia e do Pacífico, com a publicação da edição de 2017 da sua publicação bandeira, o Asian Development Outlook (ADO).

O crescimento previsto do Produto Interno Bruto (PIB) da região passa assim de 5,7% em 2017 e 2018 para 5,9% e 5,8%, respetivamente, tendo por base uma retoma do comércio, bem como da economia chinesa.

De facto, o crescimento da economia chinesa, contrariamente à tendência de abrandamento da que se falava há alguns meses, supera as expetativas e é revisto em alta em duas décimas em ambos anos: de 6,5% para 6,7% em 2017 e de 6,2% para 6,4% em 2018. Esta revisão tem por base a referida retoma do comércio internacional, bem como o impacto dos estímulos orçamentais chineses.

Asian Development Outlook 2017

Foi igualmente revista em alta em 0,1 pontos percentuais a taxa de crescimento das Filipinas, de 6,4% para 6,5%, tornando aquela economia a quarta com maior crescimento no Sudeste asiático (apenas superada pelo Mianmar, Camboja e Laos).

O documento revê ainda em alta o crescimento da área do euro (de 1,6% para 2,0% em 2017 e de 1,6% para 1,8% em 2018) e do Japão (de 1,0% para 1,5% em 2017 e de 0,9% para 1,1% em 2018). O crescimento dos Estados Unidos é no entanto revisto em baixa no ano corrente, de 2,4% para 2,2%.

O crescimento da Índia é no entanto revisto em baixa em ambos os anos: quatro décimas em 2017, de 7,4% para 7,0%, bem como em 2018, de 7,6% para 7,4%. Apesar desta revisão, a economia indiana é, de entre as grandes economias mundiais, aquela que mais cresce na região.

A habitual seção monográfica que acompanha as previsões macroeconómicas do ADO é dedicada este ano ao contributo das Parcerias Público-Privadas para o desenvolvimento sustentável e para satisfazer as necessidades de financiamento de infraestruturas na região.

Necessidades de financiamento na Ásia

Pode consultar aqui a apresentação do Economista-Chefe do Banco, Yasuyuki Sawada.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Azerbaijão, Índia, Banco Asiatico de Desenvolvimento, Bangladesh, Camboja, Cazaquistão, China, Coreia do Sul, EUA, Fiji, Filipinas, Hong Kong, Indonésia, Japão, Laos, Malásia, Mianmar, Papua Nova Guiné, Paquistão, Singapura, Tailândia, Taiwan, Vietname. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s