A revolução silenciosa que vai ocorrer no energy mix da Indonésia

A história da Indonésia como fornecedor energético de relevância mundial começa com as primeiras descobertas de petróleo no norte da ilha de Sumatra. 130 anos depois, a Indonésia é hoje o maior exportador de carvão do mundo e o quarto exportador líquido de gás natural liquefeito. É também o 24.º maior produtor de petróleo.

Indonesia

No entanto, o crescimento da sua economia encontra-se amplamente concentrado na exportação de recursos naturais com pouco valor doméstico acrescentado, e as reservas destas commodities estão a diminuir muito rapidamente, sobretudo do petróleo. A produção indonésia era de 1,5 milhões de barris por dia na década de 90. Hoje é inferior a 850 mil. As reservas comprovadas são inferiores a 4 mil milhões de barris, o que quer dizer que deverão esgotar nos próximos 10 a 12 anos.

Fim das reservas de petróleo na Indonésia

É um caminho irreversível para a economia indonésia, que começa a querer diversificar o seu energy mix em favor das energias renováveis. Mas vai ter de fazê-lo em escala, acompanhando o crescimento de uma atividade económica que se prevê cresça de 800 mil milhões para 4 biliões de dólares em pouco mais de uma década e uma procura energética que se projeta vá crescer a 7% ao ano nesse mesmo período.

O primeiro candidato a ocupar o lugar de primeira fonte energética renovável é a energia geotérmica, na qual apresenta o maior potencial do mundo, com uma capacidade de geração acima dos 29 GW. Em junho passado foram inaugurados os trabalhos de construção da maior planta geotérmica do mundo, o projeto de energia geotermal Sarulla, um projeto de 330 MW e 1,6 mil milhões de dólares.

Potencial geotérmico da Indonésia

Mas não se fica por ai, o vastíssimo território indonésio oferece amplas oportunidades energéticas, com particular relevo às energias hidroelétrica, solar e biomassa.

Em 2013, apenas 10% da energia tinha uma fonte renovável. O objetivo é que esse nível relativo passe a 26% em 2025.

Cara de surpresa

Esta entrada foi publicada em Indonésia com as etiquetas , , , . ligação permanente.

2 respostas a A revolução silenciosa que vai ocorrer no energy mix da Indonésia

  1. Rui diz:

    Watt [W] já é uma unidade de energia por quantidade de tempo, 1W=1J (Joule)/s. Pelo q 29GW/ano está incorrecto, seria parecido a dizer 100Km/h/ano!
    Assim, a capacidade estimada de geração geotérmica da Indonésia é de 29GW. Ou, a capacidade de geração anual é de 29GW*1ano(8760h)=254TWh.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s