Os dilemas do Investimento Universitário Norte-Americano na China

NYU ShanghaiNos últimos dias, as declarações do dissidente e activista de direitos humanos chinês Chen Guangcheng  têm levado a um maior escrutínio dos investimentos que as universidades do país têm feito na China e o seu impacto na liberdade académica. Chen acusa a Universidade de Nova Iorque de não o querer manter como investigador-visitante por pressão das autoridades chinesas quando o seu campus em Xangai está prestes a abrir as portas. Um pequeno excerto: “Enquanto no passado, os debates sobre parcerias internacionais centravam-se em proteger académicos e estudantes em campus no estrangeiro, o caso de Chen trouxe a discussão para mais perto, levantando a questão sobre se um compromisso internacional poderia ter consequências domésticas. Será que certas instituições passariam a evitar certo tipo de investigação? Será que a pressão de governos estrangeiros pode ter um efeito arrepiante na sua vontade em dar as boas vindas a certos académicos ou oradores nos seus campus domésticos?”…ler mais aqui.

Sobre Luis Mah

Investigador no Centro de Estudos sobre África, Ásia e América Latina (CESA) no Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG) em Lisboa. Sou também professor auxiliar convidado no Instituto de Estudos Orientais da Universidade Católica Portuguesa (UCP).
Esta entrada foi publicada em China, EUA. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s