O universo paralelo da Coreia do Norte: cortes de cabelo e basquetebol

Na semana passada, a Visão publicava na semana passada um artigo a relatar como o Governo de Pyongyang apenas permite que os seus cidadãos possam ter um dos vinte e oito cortes de cabelos oficializados.

Cabelo para eles

Cabelos curtos para as mulheres casadas e um pouco mais compridos para as solteiras. Para os homens também há uma lista de cortes permitidos, mas estão impedidos de deixar o cabelo crescer mais do que cinco centímetros. Execeção para os mais velhos, que podem ir até aos sete centímetros. Ao todo são 28 os cortes de cabelo autorizados pelo regime.

Cabelo para elas

Apenas uma lembrança da série de cinco capítulos que a televisão estatal tinha emitido em 2005 com o título “cortemos o nosso cabelo de acordo com o estilo de vida socialista”. O programa recorria a câmaras ocultas para apanhar em flagrante delito aqueles cidadãos rebeldes que incumpriam o código de conduta capilar. Claro que a base do programa era a política de “name and shame”. Se isso não fosse suficiente, o programa explicava ainda que o cabelo cumprido é causa de perda de energia cerebral.

Curiosamente, o líder Kim Jong Un e sua esposa, Ri Sol-ju, não seguem nenhum dos 28 cortes de cabelo oficiais. Os pyongyangtólogos interpretam que poderá ser um outro sinal de abertura do regime.

Kim Jong Un e Ri Sol-ju

Nesse mesmo sentido, o jornal desportivo Marca primeiro e o The Economist depois fazem também eco da recente visita de Dennis Rodman, cinco vezes campeão da NBA e um dos melhores ressaltadores de sempre do basquetebol profissional norte-americano, para além de lutador de wrestling profissional, escitor de livros infantis e ator, à Pyongyang. A visita de The Worm, inserida num espetáculo dos Harlem Globetrotters, é mais um sinal de abertura do regime na medida em que serve para passar a imagem de que a cultura norte-americana talvez não seja assim tão má e que os EUA não são o inimigo.

Kim Jong Un e Dennis Rodman

Não no entanto aos olhos da Casa Branca, que a criticou amplamente. Nas palavras do seu porta-voz, Jay Carney, “ao invés de gastar dinheiro em eventos desportivos com celebridades para entreter as elites desse país, o regime norte-coreano deveria se concentrar no bem-estar de seu próprio povo, que sofre com a fome e vive privado de seus direitos humanos“.

Porta-voz da Casa Branca Jay Carney

A visita da comitiva americana ocorreu depois que a Coreia do Norte realizou um novo teste atômico no dia 12 de fevereiro, o terceiro após 2006 e 2009, que justificou como parte de sua estratégia defensiva de dissuasão nuclear diante das “hostilidades” de seu “inimigo”, os EUA.

Em resposta à Casa Branca, Rodman ironizou que Kim Jong Un lhe teria pedido para dizer a Obama que apenas está à espera da sua chamada e que não tem intenção nenhuma de iniciar qualquer tipo de guerra.

Obama ao telefone

Claro que, como tudo na Coreia do Norte, o desporto do basquetebol também é adaptado à realidade local: os afundanços valem três pontos e os lançamentos triplos que não tocam o aro do cesto valem quatro. Para dar mais emoção à coisa, cestos anotados nos últimos três segundos do jogo passam a valer oito pontos. Os lançamentos libres falhados, sinal da cultura norcoreana de não perdoar erros, descontam um ponto.

Para aqueles que gostam e acompanham o basquetebol, é de dizer que, se adoptássemos essas regras na Europa ou nos EUA, o resultado final dos jogos passaria a ser mais parecido com os do criquete. Não seria tão bom no entanto para jogadores como Dwight Howard, que acabaria de certeza os jogos com pontos negativos dada a sua péssima pontaria na linha de lançamentos livres.

Dwight Howard, de Los Angeles Lakers

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Coreia do Norte, Desporto, EUA com as etiquetas , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s