Citação

Americo Amorim

Américo Amorim em entrevista ao Expresso (2 de Fevereiro de 2013):

EXP:Portugal está a descurar a Ásia?

AA: Somos um país pequeno. Não podemos estar a cobrir o mundo inteiro. Os grupos económicos têm de ser muito selectivos. E é mais fácil para nós estarmos no Brasil e em Angola, do que no mundo asiático. Independentemente disso, o Grupo Amorim está muito sólido na China, para onde comecei a exportar há 43 anos. A verdade é que já tenho 43 anos de experiência na China. Temos uma fábrica totalmente montada por portugueses, que trabalha há quase 10 anos. Recentemente, fizemos o negócio na Petrogal Brasil com a Sinopec. Mas há muitas oportunidades junto dos gigantes asiáticos, e também no Médio Oriente e nos países árabes, Omã, Qatar, Abu Dhabi. Mas para isso precisamos de respostas rápidas e de manter grande capacidade de gestão, para conseguirmos conjugar todas as solicitações.

Sobre Luis Mah

Investigador no Centro de Estudos sobre África, Ásia e América Latina (CESA) no Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG) em Lisboa. Sou também professor auxiliar convidado no Instituto de Estudos Orientais da Universidade Católica Portuguesa (UCP).
Esta entrada foi publicada em Brasil, China, Internacionalização e oportunidades de negócio, Médio Oriente, Portugal. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s