Como tornar “Gangnam Style” em Arma Política

A mais famosa versão “política” de Gangnam Style continua a ser do artista chinês, Ai Weiwei, e a forma como utilizou a popular canção de PSY numa crítica ao governo chinês:

Mas agora parece que a ideia está mesmo a democratizar-se.

1358930970690887_840_560

Um grupo de trabalhadores migrantes em Wuhan (China) “troteia” em protesto contra o não pagamento de salários por uma empresa de construção.

E no dia 17 de Dezembro, Dia Internacional dos Direitos Humanos, um grupo de activistas dos direitos humanos no Camboja dançaram e cantaram Gangnam Style, embora com uma letra um “pouco” diferente e adaptada ao protesto contra os desalojamentos forçados de comunidades rurais que o governo tem vindo a prosseguir para dar lugar a grandes investimentos florestais e agrícolas (a partir de 2:09).

Anúncios

Sobre Luis Mah

Investigador no Centro de Estudos sobre África, Ásia e América Latina (CESA) no Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG) em Lisboa. Sou também professor auxiliar convidado no Instituto de Estudos Orientais da Universidade Católica Portuguesa (UCP).
Esta entrada foi publicada em China, Coreia do Sul. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s