Dois indianos por cada chinês: a Ásia do futuro virada do avesso

Segundo Peter Drucker, “demographics is the single most important factor that nobody pays attention to, and when they do pay attention, they miss the point”.

Deparei-me esta semana com dois estudos com projeções muito interessantes sobre a evolução demográfica de vários países asiáticos.

Um primeiro estudo, que apenas irá ser publicado no primeiro trimestre do próximo ano, é a monografia do Banco Asiático de Desenvolvimento (BAD) denominada “ASEAN, the People’s Republic of China and India: The Great Transformation”. Um segundo estudo, apresentado internamente no BAD pelo seu autor, Amian Roy, do departamento de Global Demographics and Pensions Research do Credit Suisse em Londres, debruça-se sobre “How demographics affects growth, inflation, asset prices and pensions: an ASEAN focus”.

Tendo como horizontes temporais datas tão longínquas como 2030, 2050 e 2100, as projeções valem o que valem. No entanto, não deixa de ser um exercício extremadamente interessante por nos mostrar um mundo virado do avesso. Com as projeções de crescimento populacional apresentadas em ambos os documentos é possível apresentar a seguinte tabela e gráfico.

População (em milhões de habitantes)

Os eventuais efeitos desta evolução e do envelhecimento ou não das sociedades asiáticas será objeto de um outro post no futuro.

Para já, e de forma muito simplista, apenas queremos destacar os seguintes factos, eles por si só suficientemente importantes, designadamente pelas suas implicações ao nível da deslocação das curvas de procura e oferta mundiais, quer no mercado de trabalho, quer no mercado do produto.

  • Diminuição continuada da população na Rússia, Japão, Alemanha e Itália.
  • Diminuição pronunciada da população a meio do percurso, a partir de 2030, na China.
  • Aumento populacional extraordinário e permanente nas Filipinas, na Malásia, nos EUA e, sobretudo, na Índia.
  • A Índia vai ultrapassar a China como o país com a maior população do mundo daqui a doze anos (e em 2100 ficará perto de a duplicar em tamanho).
  • Em 2100, haverá mais filipinos do que brasileiros.
  • Aumento ligeiro da população na França e no Reino Unido, que ultrapassam a Alemanha na segunda metade do século XXI como os paises mais populosos da União Europeia.
  • Fortes aumentos populacionais na Indonésia, Brasil, México e Vietname, seguidos por uma estagnação ou diminuição da sua população na segunda metade do século.
Anúncios
Esta entrada foi publicada em Índia, Brasil, China, Demografia, EUA, Filipinas, Indonésia, Japão, Mianmar, Visão macro com as etiquetas , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s