Ameaças ao Século Asiático

Se a re-emergência da Ásia como o futuro centro económico mundial continua a ganhar força, os desafios a nível de segurança não são poucos. Desde o final da Segunda Guerra Mundial, que a presença militar norte-americana, também intitulada PAX AMERICANA, tem servido de garantia de estabilidade numa região onde ainda persistem latentes e potenciais focos de conflito, quer se trate de disputas territoriais no Mar do Sul da China (com as suas potenciais reservas em petróleo ou gás natural), da questão de Taiwan/Formosa ou da ameaça da Coreia do Norte, onde a Guerra Fria parece ainda bem viva.

Esta protecção norte-americana permitiu aos seus aliados concentrarem-se na reconstrução interna, crescimento económico e inovação tecnológica. No entanto, nas últimas décadas, os orçamentos de defesa na região têm acelerado e não foi diferente em 2011 tal como nos indica o relatório sobre despesas militares do Stockholm International Peace Research Institute . E as tensões territoriais mais recentes começam a ameaçar a estabilidade política regional.

No último encontro (13 de Julho) da ASEAN (Associação de Nações do Sudeste Asiático) em Phnom Penh no Camboja, e pela primeira vez nos 45 anos de reuniões regulares, não houve um comunicado conjunto com o sumário das suas deliberações conjuntas. Tudo porque os seus 10 membros não chegaram a consenso sobre uma disputa territorial no Mar do Sul da China entre as Filipinas e a China.

Onze dias depois, o International Crisis Group, a mais conhecida organização não-governamental na prevenção e resolução de conflictos a nível global, lança um segundo relatório intitulado “Stirring up the South China Sea (II): Regional Responses” (o primeiro relatório saiu a 23 de Abril). Segundo o segundo relatório, as disputas territoriais no Mar do Sul da China chegaram a um impasse perigoso entre a China e quatro países vizinhos: Vietname, Filipinas, Malásia e Brunei. A existência de potenciais reservas petrolíferas na área e a redução significativa dos stocks piscatórios tem levado, principalmente, o Vietname as Filipinas a assumirem uma posição de maior confrontação com a China.

Mais a nordeste, a China e a Coreia do Sul vieram esta semana criticar o Japão pela forma como contesta a soberania chinesa das ilhas Diaoyu (Senkaku para os Japoneses)  e coreana das ilhas Dokdo (Takeshima para os Japoneses). Japão que acaba de publicar o seu White Paper para a Segurança Nacional onde, para além da ameaça recorrente que representa a Coreia do Norte, aponta também a falta de transparência no processo de decisão militar chinesa e a expansão e intensificação das actividades da China na área marítima próxima do Japão como as suas maiores preocupações actuais.

Em todas estas disputas, um país parece estar no centro das atenções: China. O comportamento militar da China é atentamente seguido na região. Se muitos têm a esperança que a China acabe por aderir às normas regionais e internacionais e que acabe por fortalecer o sistema internacional vigente, por outro lado, e pelo sim e pelo não, vários países da região têm vindo a apelar aos norte-americanos que consolidem a sua presença militar na região. E Washington já respondeu.

Anúncios

Sobre Luis Mah

Investigador no Centro de Estudos sobre África, Ásia e América Latina (CESA) no Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG) em Lisboa. Sou também professor auxiliar convidado no Instituto de Estudos Orientais da Universidade Católica Portuguesa (UCP).
Esta entrada foi publicada em China, Coreia do Sul, Disputas territoriais, Japão. ligação permanente.

4 respostas a Ameaças ao Século Asiático

  1. enriquegalan diz:

    Artigo muito interessante do Rodolfo Severino, diplomata filipino e antigo Secretario-Geral da ASEAN entre 1998 e 2002, sobre a problematica de um eventual codigo de conducta sobre o Mar do Sul da China: http://www.eastasiaforum.org/2012/08/11/toward-a-code-of-conduct-for-the-south-china-sea/

  2. Pingback: De Renminbi Emergente a Bloco Renminbi | O Retorno da Ásia

  3. Pingback: Cimeira EUA-China: A Importância da Gestão das Alianças | O Retorno da Ásia

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s