The rising renminbi

Um gigante está e emerger também nos mercados cambiais. Num momento de grande incerteza também cambial, não apenas quanto ao euro, mas também quanto à volatilidade e o crescimento de longo prazo do dólar americano, a moeda da segunda maior economia mundial e de um país com cerca de USD 3,2 biliões de reservas em moeda estrangeira (mais de 40% do total das reservas mundiais) parece um valor seguro. Se não a curto prazo, sim a médio e, sobretudo, longo prazo.

O renminbi é apontado pelo último relatório do Banco Asiático de Desenvolvimento (BAD) sobre a integração económica regional no continente asiático como a moeda âncora asiática por excelência a breve trecho. Para já, a liquidação de transações da conta corrente chinesa na moeda local aumentou de 5,7% do total no primeiro trimestre de 2011 para cerca de 8,6% um ano depois. As projeções apontam para um peso próximo dos 20% já em 2015.

Desde finais de 2008, a China estabeleceu vinte acordos bilaterais de swaps cambiais em renminbis com países dentro e fora da região da ásia e do Pacífico, por um total de USD 157 mil milhões (Austrália, Hong Kong, Casaquistão, Coreia do Sul, Indonésia, Malásia, Mongólia, Nova Zelândia, Paquistão, Singapura, Tailândia ou Usbequiastão, no primeiro dos casos, e Argentina, Brasil, Bielorrússia, Emirados Arabes Unidos, Islândia ou Turquia, no segundo). O Financial Times tem vido a reportar que os Bancos Centrais do Inglaterra e do Japão estão em vias de negociar este tipo de acordos com a China.

O Governo chinês parece estar fortemente determinado a transformar o renminbi numa moeda internacionalmente aceite. Este tem vindo ainda a promover ativamente nos últimos meses contactos com os dez países membros da ASEAN tendo por intuito o recurso destes ao yuan como moeda de liquidação das suas trocas comerciais com a China. No entanto, os analistas internacionais não acreditam que o yuan tome o lugar do dólar americano como moeda de valor, de reserva e de troca internacional. Pelo menos não até que a China liberalize os seus mercados de capitais, neste momento extremadamente controlados, e permita a sua moeda flutuar, atualmente altamente controlada.

Mais ainda, as praças financeiras de Honk Kong, Singapura e Londres já praticam alguma liquidação de fluxos de comércio internacional naquela moeda. A Bolsa de Singapura em particular está pronta para começar a denominar, transacionar e liquidar títulos em renminbis, segundo o relatório já referido do BAD. Os depósitos bancários em Hong Kong denominado em renminbi aumentaram em 521% entre junho de 2010 e junho de 2011. Os regulamentos dos Bancos Centrais da Indonésia e da Malásia foram alterados recentemente de forma a permitir a compra de obrigações denominadas em yuan, que na prática quer dizer que ambos os países podem ativamente adquirir renmibis como moeda reserva. Os Bancos Centrais da China, Japão e Coreia do Sul tinham já assinado um acordo pelo qual é-lhes possível trocar diretamente obrigações soberanas. Os Bancos Centrais da Nigéria e da Arábia Saudita manifestaram já publicamente interesse em caminhar neste sentido.

Mais uma vez, a abordagem chinesa é fortemente determinada pela filosofia do seu pensamento. A internacionalização da sua moeda pretende-se que ocorra de forma sòlida e consistente, mas simultaneamente gradual, de certo modo inadvertida. De forma análoga ao espaço já conquistado na economia, nas trocas comerciais e nas reservas cambiais mundiais. O Governo chinês apenas avançará com a liberalização do seu mercado de capitais e da taxa de câmbio do renminbi quando este tiver uma presença significativa e sólida nas reservas cambiais, nas trocas comerciais e nas praças financeiras mundiais.

Uma pescadinha de rabo na boca? Não certamente para quem conhece a filosofia chinesa, e a consistência das estratégias e do planeamento dela resultante.

Esta entrada foi publicada em China, Finanças. ligação permanente.

Uma resposta a The rising renminbi

  1. Pingback: De Renminbi Emergente a Bloco Renminbi | O Retorno da Ásia

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s